Varizes não devem ser só uma preocupação estética

A aparência das pernas não é a única complicação desse problema. Conheça o verdadeiro impacto das varizes não tratadas – e o que fazer para evitá-los

Se você está descontente com o aparecimento de veias tortuosas e dilatadas nas pernas, as famosas varizes, saiba: a Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular (SBACV) iniciou uma campanha para esclarecer que o tratamento contra o problema deve ser realizado justamente por um especialista em angiologia e/ou cirurgia vascular. Ou seja, apesar de as varizes incomodarem principalmente por questões estéticas, é um médico especialista que deve ser procurado.

Segundo a entidade, além de diagnosticar corretamente o quadro, esses profissionais são os mais aptos a escolher o caminho terapêutico adequado para cada paciente – em alguns casos, há necessidade de cirurgia. Para ter ideia, se a escleroterapia (uma das opções de tratamento) não for realizada por um expert no tema, há risco de complicações, como feridas de difícil cicatrização, manchas escuras e até formação de coágulos nos vasos.

A origem das marcas

Tudo começa com um afrouxamento nas válvulas que existem no interior das veias. Elas não fecham completamente, permitindo que a pressão do sangue seja transmitida a outras veias, formando aquele caminho tortuoso e dilatado. “Quando à causa, a mais aceita é que existe um fator familiar e hereditário que leva à fraqueza da parede do vaso”, conta Roberto Sacilotto, diretor científico da SBACV.

Leia o artigo completo.

Por:

Angiologista DF

Continue acompanhando o nosso Blog.